segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Não acredito!

Ontem, eu cheguei em casa completamente bêbado e com sono, mas eu consegui sentar e escrever alguma coisa que prestasse. MAS A PORRA DO COMPUTADOR NÃO SALVOU! Talvez eu tenha apertado o botão errado, mas isso não diminui minha frustração ao acordar com um dor de cabeça filha da puta e não conseguir ler meus próprios delírios.

Nada que eu escreva agora vai ter o mínimo de realismo como tinha ontem.

Ontem era vibração. Hoje é dor de cabeça.
Ontem era o rock. Hoje é no máximo um blues.
Ontem era preto e branco. Hoje são gigantes bolas azuis.
Ontem era risada. Hoje esqueça. Não lembro

1 comentários:

LoraBioLoca disse...

Eu gostaria de entender o entorpecimento dos seus findis, mas isso seria indiferente ou não conseguiria afinal. Eu ate o invejo. Seria bom sair da minha mesmisse, mas então eu não teria os meus próprios momentos de loucura e tristeza. Desculpe pela mensagem. Acho que você deve ter a recebido. Foi estupidez minha, caso não a tenha recebido, eu fico feliz. Se pudesse a retiraria. Na minha inconstância. Apenas me conforta saber que eu não sou a única a descontar nas palavras.

Postar um comentário