sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Esses muleque não têm medo de morrer...

Ele apanhou. Apanhou e morreu. Sangrou sem ajuda médica. Quem bateu acusa de assalto. Há os que defendam e falem '' se fosse com você, você também matava.''. E se fosse você que estivesse apanhando? Se você precisasse se drogar para conseguir aguentar o frio de madrugada e o calor do meio dia? Se fosse você que todo dia tomasse enquadro de polícia mesmo sem ter feito nada, só por andar mal vestido?

Quem merece morrer é quem tem escolha e escolhe o mal. Sim, ele podia não assaltar. Podia baixar a cabeça para o sistema e carregar peso que nem um burro de carga. Se fosse eu? Eu ia bater de frente também.

''Já tá na hora de tomar o chicote do capataz'' - Pelo amor (Projota)

4 comentários:

Anônimo disse...

doido, cala a boca! voce ñ sabe de nda ñ! queria ver esse cara entrasse na sua casa e pegasse sua irma!
VIIADO.

Yann M. disse...

eita como existe gente burra no mundo... é só pensar um pouquinho no sistema um tanto quanto desigual pra alguns... queria ver se fosse você que precisasse estuprar e roubar pra sobreviver, anonimo. Queria ver se você tivesse do outro lado da história pra contar sua versão. Esses moleques não têm medo de morrer mesmo não (Y) Leia Capitães da Areia um dia, inteligência.

Ma disse...

E é como dizem: quem não tem nada, não tem nada a perder. Eles não têm medo de morrer mesmo não. Não têm nenhuma perspectiva de futuro. O que vale é a refeição do agora, mesmo que pra consegui-la tenha que roubar, ou que furar alguém. Na hora de se esconder do escuro ou do frio, talvez uma garrafa de cola ajude mais que uma maçã velha.

Ninguém vê o outro lado, nunca. O lado dos mendigos, dos esquecidos, dos que recebem menos atenção que os muros da cidade!

V. Allan disse...

anônimo. Eu sei q a família da gente vale mais que tudo. Concordo. Eu apoio bater, mas tirar a vida de alguém é algo totalmente exagerado para um mero assaltante. Essa honra (morrer) é só para estrupadores e políticos. Não tire essa vantagem deles...

Postar um comentário